ESTOU ENDIVIDADO, E AGORA?

Calma! Se você está endividado, não está sozinho, você faz parte da estatística de 2019, onde 60% das famílias brasileiras começaram o ano endividadas. Isto é inegavelmente uma coisa ruim, porque ninguém gostaria de estar devendo, seja pouco ou seja muito.

Você vai precisar saber lidar com as dívidas agora, e com as consequências delas.

Primeiro, se nenhum amigo ou familiar te lembrou isto, você não é um mau caráter! Dinheiro não tem a ver com caráter, então não pegue esse peso emocional para você, por que isso iria desmotivá-lo. Isto também não tira a sua responsabilidade. Por algum motivo você se atrapalhou financeiramente e precisa resolver este problema.

Tem coisas que acontecem na vida da gente, não é culpa exclusiva nossa, não é culpa exclusiva dos outros, mas as vezes as coisas dão errado e precisamos saber lidar com estas frustrações. Porém, quando envolve dinheiro, que é um recurso essencial, as coisas podem ficar complicadas.

Por isso separamos algumas dicas para você. Não existe receita “mágica”, você vai precisar agir e enfrentar a situação.

#1 Mantenha a calma: Se você está endividado, o primeiro conselho que lhe damos é este, mantenha a calma! Você vai precisar de controle emocional para poder pensar com clareza e não tomar nenhuma decisão por impulso. Não esconda o que você está sentindo, mas não desconte a sua frustração nas pessoas a sua volta, principalmente nas mais próximas e que estão nesta situação com você.

#2 Vamos falar de realidade? Não se magoe com os julgamentos, quando as coisas não dão certo, as pessoas vão procurar um motivo, e vão te julgar. Alguns inclusive vão se afastar de você. Infelizmente isto é normal, e é difícil não se entristecer com estas situações, mas lembre-se que você precisa virar o jogo e precisa estar motivado para isto. Não se prenda a isto, libere perdão, ore para Deus abençoá-las e mantenha o foco na busca por soluções.

#3 Organize as dívidas: Faça uma lista ou planilha com todas as suas pendências financeiras. Inclua todos os locais, pessoas, datas e valores. Relacione também as suas entradas (salário, pró-labore, etc.). Após isto, verifique quais são as prioridades de pagamento, porque provavelmente você não conseguirá negociar ou pagar todas de uma vez. Considere também as suas despesas (aluguel, água, luz, comida, escola, transporte, etc.) que precisam ser pagos pontualmente para manutenção da sua vida.

Após relacionar tudo, compare as suas entradas com as suas saídas (despesas) e veja o que sobra. Com o que sobrar você irá planejar o pagamento das dívidas. Seja sincero com os seus credores e negocie somente o que você realmente pode pagar.

#4 E se não sobrar nada? Se você listou suas entradas e suas saídas, e não há saldo para você negociar as dívidas, você vai ter que ser criativo. Provavelmente você não consegue tirar um empréstimo para quitar todas as dívidas e ficar devendo para uma instituição só ou não tem para quem pedir emprestado (muito cuidado com isso!). Pense, dentro de suas habilidades, o que você pode fazer para aumentar a sua renda, um serviço a prestar, algum outro trabalho que traga uma renda extra.

#5 Não é da noite para o dia que as coisas se resolvem: Sabemos que você quer sair de uma vez desta situação, mas esteja preparado, porque as vezes as coisas não se resolvem de forma fácil. É normal se sentir frustrado, mas não deixe de manter o foco e seguir o seu planejamento.

#6 Tenha fé e trabalhe duro: Vou contar uma experiencia pessoal. Uma vez um amigo (da onça rsrsrs) me perguntou: - “Porque você continua indo na igreja se está dando tudo errado?” A minha resposta foi simples e direta: -“Porque eu não ia na igreja pelo que Deus poderia me dar, mas por aquilo que Deus é, porque eu o amava.”

Então, não questione a sua fé, não é culpa de Deus, e Ele não tem a obrigação de te dar nada, Ele já nos entregou tudo. Sacrificou o próprio filho para nos libertar e nos dar vida. No livro Implacável, John Bevere diz que “não há ninguém que deseje o seu sucesso mais do que Deus”, então faça a sua parte natural que Deus estará pronto para abrir as portas quando chegar a hora, mas trabalhe duro para isso!

#7 Aprenda com isso! Tudo tem um propósito, e embora a situação não seja agradável, esteja aberto para o processo, deixe que isto melhore você, retenha o que é bom.

A vida não é uma constante, e ninguém está livre de passar situações de dificuldades, inclusive financeiras, então não deixe isto desanimar você. Lute, tenha fé e trabalhe duro para que tudo se resolva. Persevere!

“Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração”. Romanos 12:12

Compartilhe este Post!